SCHNAUZER MINIATURA

 

HISTÓRIA E CARACTERÍSTICAS DA RAÇA

 

Originário da Alemanha (a palavra Schnauzer significa focinho em alemão), o nosso pequeno Schnauzer Miniatura tem outros 2 primos, o Schnauzer Médio e Schnauzer Gigante. Não se sabe ao certo quais foram os cruzamentos que deram origem à raça, mas o mais provável é que tenha sido a partir do Schnauzer médio, com influencia de Poodle preto, e Affenpinscher. O tipo Miniatura, ou também chamado Anão, foi reconhecido como uma raça separada em 1899 e nos Estados Unidos e no Canadá está classificado como pertencente ao grupo dos Terriers, embora eles tenham um temperamento muito mais voltado para os cães do Grupo de Trabalho.

Cães bicolores com predominância preta ou prata e com marcas mais claras que vão do creme ao castanho claro são mais comuns e mais aceitos fora da Alemanha. Lá, na Alemanha, os cães totalmente pretos têm classificação própria e muitos canis se dedicam exclusivamente ao desenvolvimento de cães desta cor. A aparência destes cães deve ser uma combinação de força e solidez, mas sem extremos, nem tão pouco eles devem parecer pequenos e delicados como os “Toys”, sendo considerado falta grave nos padrões da raça. Os Schnauzers são normalmente cães limpos, saudáveis e que não exigem muitos cuidados, a não ser uma visita regular ao salão de banho e tosa para manter o pêlo em ordem e com a aparência elegante e sofisticada, característica da raça. Um outro ponto muito favorável da raça é que eles não soltam pêlos, como a grande maioria dos cães fazem.

 

APARÊNCIA

Altura entre 30 e 35 cm e peso de 4,5 a 7 kg (tanto para machos quanto fêmeas), sendo que o nanismo é considerado um defeito. Cabeça longa, focinho forte com trufa bem desenvolvida e preta. A mordedura deve ser em tesoura, olhos escuros e ovais. As orelhas podem ser operadas em ponta e a cauda pode ser cortada na terceira vértebra, nos países que permitem tais práticas. Pelagem dura e áspera. Forma uma sobrancelha espinhosa e áspera.

É incontestável que, no começo, o schnauzer miniatura foi desenvolvido usando-se a técnica do “breeding down”, ou seja, reduzindo o tamanho do schnauzer standard cruzando-o com várias outras raças de cachorro. Não se sabe ao certo qual, ou quais as raças usadas no decorrer do processo, mas possíveis candidatos seriam os affenpinschers, poodles, griffon de Bruxelas e pinscher miniatura. Há especulações acerca do uso do Pomeranian, entre outras raças “toys”. A intenção original era criar uma versão reduzida do schnauzer standard, inclusive quanto as suas características psicológicas (temperamento, instinto para caça e guarda) e físicas (coloração e porte).

 

Na raça, as cores aceitas pela FCI são:

  • Sal e pimenta
  • Preto
  • Preto e prata
  • Branco

 

TEMPERAMENTO

Muito obediente, afetuoso, adestrável e simpático, Relaciona-se bem com crianças e outras raças de cães, desde que estes não tentem entrar em seu território. Não é um cão silencioso. Late para chamar a atenção quando se sente desprezado e para dar alarme quando ouve sons estranhos, o toque de campainha ou qualquer outro som que anuncie a chegada de alguém na casa. Adora companhia, detesta ficar só e, por isso, está sempre no mesmo ambiente da casa em que está seu dono.

O Schnauzer Miniatura é um cachorro alerta, ativo, inteligente, companheiro, com uma personalidade forte e  é de uma fidelidade inquestionável em relação ao seu dono. Sente-se quase um humano, detesta ser ignorado e procura sempre ‘tomar parte’ nas conversas que acontecem em sua presença.   São brincalhões, afetuosos e ótimos cães de guarda (claro que eles não vão “derrubar” um ladrão, mas vão fazer um bocado de barulho para alertar seus donos).  Fazem questão de fazer parte da família e de estar sempre por perto.

Adoram passeios e jogos ao ar livre, mas detestam andar na chuva. Uma característica bastante interessante sobre a raça é que um filhote muda muito pouco a sua personalidade em função do ambiente em que vive. Ao contrário de muitas raças, o Schnauzer Miniatura já pode ser avaliado com facilidade com apenas 8 semanas de vida.  Se o cachorrinho for alegre, sociável, equilibrado e amoroso ele se manterá assim por toda a vida, se os donos observarem um mínimo de bom senso nas regras básicas de obediência e socialização do filhote.  Ao contrário, se o filhote for nervoso, latir muito e for muito agitado, pouco poderá ser feito para mudar esta situação ao longo da vida do cachorrinho.

No caso dos pequenos Schnauzers, mais do que nunca, é importantíssimo conhecer bem o temperamento dos pais do filhote, para evitar uma desilusão mais tarde. Um Schnauzer típico não deve latir incessantemente, nem a toa. Não deve ser briguento, mas também é comum deixar sinais claros de que não quer a aproximação de outros animais. Dão-se bem com crianças se ambos, crianças e cachorros, forem acostumadas a brincar com respeito e delicadeza, caso contrário, o Schnauzer não hesitará em mostrar os dentes para se livrar de uma criança abusiva.

Como são naturalmente curiosos, corajosos e alertas, os Schnauzers estão mais seguros se forem passear com coleiras para evitar o risco de ser atropelado quando estiver engajado na perseguição de algum gato, rato ou esquilo.  Embora estes pequenos cães demonstrem enorme personalidade, se ensinados desde pequeninos a responder prontamente aos comandos de seus donos, eles se tornam excelentes cães de companhia.

Eles aprendem rápido, são inteligentes, encaram o treinamento como uma grande brincadeira e tornam-se obedientes.

 

É uma das melhores raças para viver em apartamento, pois é um cão que não se importa com o tamanho da casa, desde que esteja sempre ao lado de seu dono. Além disso, é muito higiênico e aprende rápido a fazer suas necessidades nos lugares determinados (jornais ou tapetinhos higiênicos), ou apenas durante os passeios (sendo necessário um passeio por dia, no mínimo).

São excelentes cães de trabalho.  O treinamento de simples comandos são normalmente assimilados depois de 5 a 15 repetições.  Os cães lembram destas ordens muito bem embora possam melhorar com a prática.

Eles respondem ao primeiro comando em cerca de 85% dos casos, ou mais.  Em caso de comandos mais complexos é possível notar, ocasionalmente, uma pequena demora no tempo de resposta, mas que também pode ser eliminada com a prática destes comandos.

 

UTILIDADE

Possui o mesmo temperamento dos demais Schnauzer, rateiros e ótimos para vigia e companhia. Pode inclusive viver em apartamento, desde que seja levado para passear diariamente. São instintivamente atraídos por coisas que se movimentem rápido, pois eram utilizados como cães de caça. Animais como ratos, baratas e até mesmo cães menores viram alvo de suas “brincadeiras” de gato-e-rato.

RELAÇÃO COM O DONO

O schnauzer é uma raça muito amiga, e na infância, muito ativa. Eles adoram quando ficam no colos das pessoas, e principalmente, precisam de uma companhia. É calmo e simpático, e trata com carinho suas visitas e companhias. O schnauzer adora carinho e odeia mau tratos.

SAÚDE

Em geral costumam ser cães saudáveis, entretanto, é preciso de mais atenção com os schnauzers depois de adultos, pois costumam apresentar problemas renais. Para isso é importante controlar o tipo de alimento, a quantidade de água ingerida e especialmente a frequência com que urinam.

 

 

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com