DIFERENÇAS ENTRE AS RAÇÕES

DIFERENÇAS ENTRE AS RAÇÕES
DIFERENÇAS ENTRE AS RAÇÕES

 

Ração Normal (compradas em supermercado)

Estas rações são balanceadas, entretanto a qualidade da proteína utilizada é inferior. Contêm farinha de carne e ossos, glúten de milho, gordura animal, etc. Os animais vivem perfeitamente bem com estas rações, entretanto, têm que ingerir um volume grande para adquirir os nutrientes na quantidade necessária. E não são “ideais” quanto à digestibilidade porque se alcança o percentual de proteína com ingredientes de menor digestibilidade como a soja ou o glúten. Sendo assim a quantidade de fezes também será maior, pois o organismo do animal não consegue absorver muitos nutrientes. Estas rações geralmente possuem uma grande quantidade de palatabilizantes, corantes e conservantes.

Ração Premium (encontradas em casas de ração e pet shop)

São produtos de primeira qualidade, em nutrição canina, por isso mais caros. Têm sua formulação baseada em carne de frango, ovelha, peru… Porém, realmente carne, ou resíduos de abatedouro, como digestas de frango por exemplo. Tais ingredientes, de origem animal, têm maior digestibilidade, ou seja, o trato digestivo canino tem menos “trabalho” para metabolizá-los. Esta é outra característica das rações premium, como a digestibilidade é maior, o consumo diário de ração é menor (o que ameniza o preço da ração). Promovem, ainda, uma vida mais saudável e reduzem o volume das fezes do animal. Os produtos classificados como Premium contém conservantes, corantes e palatabilizantes. Existe ainda a Linha Premium Especial, que não possui corantes, como a Golden da Premier Pet e a Performance da Royal Canin.

Ração Super Premium (encontradas em casas de ração e pet shop)

São rações balanceadas com composição ideal para os animais. Elas são produzidas com 100% de proteína animal, que tem maior digestibilidade. Como dito anteriormente, a digestão, absorção e utilização da proteína de carne animal é muito melhor do que das proteínas vegetais. Quanto melhor a digestibilidade, mais fácil a assimilação. Outra vantagem das super premium é que elas utilizam conservantes naturais, não contém corantes e palatabilizantes (substâncias que deixam o alimento com gosto mais apreciado pelos cães e gatos). Hoje, estas rações são balanceadas para seniors, adultos, filhotes, porte e tem formulação específica até para raças e nível de atividade dos animais.

Geralmente os preços destas rações são mais elevados, entretanto devemos fazer uma análise do custo-benefício uma vez que, com esta qualidade nutricional o volume ingerido necessário para a manutenção do cão é pequeno.

O que queremos dizer com isto é que a ração super premium é tão “concentrada” que o animal entra em saciedade (se sente satisfeito) com uma pequena porção. E como a ração é muito bem absorvida, o volume de fezes produzido consequentemente é pequeno. As melhores marcas de rações Super Premium são:  Hill’s (www.hillspet.com.br) , Royal Canin (www.royalcanin.com.br) , Pro Plan (www.proplan.com.br), Guabi (www.guabinatural.com.br) e Premier (www.premierpet.com.br).

 

Dicas

Como consumidor, para saber se a ração é de alta digestibilidade, ou não, basta analisar na embalagem os ingredientes que compõem a ração. As fontes proteicas devem ser de origem animal (carne de frango, carne de peru, digestas de frango, carne de ovelha, ovos, etc.). E as fontes de gordura também, ou pelo menos óleos vegetais nobres como, por exemplo, óleo de linhaça. Fontes proteicas vegetais como soja, glúten, etc. não têm alta digestibilidade. É bom desconfiar de produtos que têm em sua relação de componentes coisas como “carne de aves” (urubú também é ave / e de que parte da ave estão falando? Pena e bico são proteína pura e de baixíssima digestibilidade). O que pode aumentar a digestibilidade da ração é a presença de fibras de moderada fermentação (p.ex. polpa de beterraba branca), que aumenta a eficiência absortiva dos enterócitos. Outro ingrediente que melhora a digestibilidade são os F.O.S. (fruto oligo sacarídeos), que alimentam a microbiota intestinal, ou seja, beneficia o crescimento de “boas bactérias” no intestino, o que leva a uma melhor fermentação do bolo alimentar.

Fonte: Tudo Sobre Cachorro e Info Cardigans

 

 

4 Comments

  • Paulo Roberto Posted 21 de fevereiro de 2017 12:42 pm

    Olá, tenho uma Bulldog Inglês de 2 anos. Hoje pela manhã depois do passeio matinal encontrei 4 carrapatos nela, retireio-os de imediato, não ficando nehum na pele. Ela faz uso frequente de Bravector 20/40 e no último trimestre está fazendo uso de NexGard, sendo que o último comprimido foi ministrado em 11/02. Será que ela corre algum risco de pegar doença do carrapato ?

    Responder
    • caoecia petshop Posted 21 de fevereiro de 2017 2:58 pm

      Bom dia. Infelizmente, nenhum produto protege 100%. Considero o Bravecto e o Simparic os melhores produtos do mercado. Aguarde 15 dias (tempo de incubação da doença do carrapato) e faça um hemograma para acompanhamento, caso apresente algum sintoma consulte antes.

      Responder
      • bryan Posted 7 de junho de 2017 12:00 pm

        ola, desculpe perguntar por aqui mas eu posso dar o bravecto pra um filhote de 3 meses com 13kg? seria o de 10 a 20kg o mais indicado?

        Responder
        • caoecia petshop Posted 9 de junho de 2017 1:03 pm

          Bom dia. Pode sim, o Bravecto pode ser dado para filhotes a partir dos 2 meses de idade e com mais de 2kg.

          Responder

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com